Jô Grávida

Jogando grávida na Roda do Mercado em 1994.

Anúncios

O Início da Minha Jornada

ritmo-87
I Batismo Palmares 1987. Acervo Alemão.

 

O ano: 1987. Acadêmica do curso de Educação Física da Universidade Federal de Santa Catarina. Conheci um também acadêmico do curso: Carlos Alberto Dal Molin Silva, o Alemão da Capoeira. Até então o contato que eu tivera com a capoeira eram algumas lembranças de um capoeira do Morro da Covanca, hoje Vila Aparecida: o João Nilson. Eu era criança e ele já trabalhava com Capoeira e Boi-de-mamão no bairro onde morava.

No dia 06 de dezembro de 1987, no Restaurante Universitário, assisti ao I Batismo de Capoeira Ajagunã de Palmares, um grande momento da Capoeira da Ilha. Conheci o Alemão na correria da organização deste evento e como bolsista da Associação Atlética Acadêmica da UFSC, acompanhei a organização do mesmo vendendo adesivos e camisetas.

Este foi o primeiro evento do Grupo Palmares na Ilha e a primeira vez que Mestre Nô esteve por aqui. Ele foi de grande importância para a nossa capoeiragem, pois trazia a Capoeira da Bahia para a nossa cidade. Este fato foi determinante na formação da nossa “Capoeira da Ilha”. Presentes grandes Mestres da Capoeira: Mestre Nô e João Pequeno de Salvador; Mestre Ferreirinha de Santo Amaro da Purificação; muitos capoeiristas da Bahia, Rio Grande do Sul e da Ilha. Outra presença marcante foi a do Macaô, a única vez que vi esse grande capoeira jogar. Lembro-me bem da emoção que senti em assistir este batismo. Os mestres jogando, toda aquela energia emanando da roda, das crianças sendo batizadas… Naquele dia recebi um presente da Associação Atlética onde trabalhava: um berimbau das mãos de Mestre Nô, um berimbau confeccionado por ele que guardo até hoje! Não sabia que meu destino estava traçado para ser uma capoeira! Acredito que a força da capoeira vem da energia de seus berimbaus e recebendo um presente como este de um grande mestre foi um grande começo na minha jornada!

Capoeira Angola Palmares – SC

O GRUPO CAPOEIRA ANGOLA PALMARES em Santa Catarina, realiza um trabalho de difusão da Capoeira desde 1987, com a inciativa do Contramestre Alemão. São trinta anos de história na Ilha de Santa Catarina.

É filiado à Associação Cultural Brasileira Capoeira Angola Palmares coordenado pelo Mestre Nô com sede em Salvador, e que está realizando um trabalho de difusão da Capoeira Angola em muitos estados brasileiros (BA, PB, AL, SE, RJ, SC e RS) como também em muitos países como Estados Unidos, Inglaterra, França, Espanha, Itália, Alemanha, Áustria, Rússia, Moçambique, Austrália, Japão e Israel.

Conscientizar e capacitar capoeiristas com relação aos fundamentos da Capoeira e educar para formar cidadãos são seus maiores objetivos.

379461_335303023165082_455076992_n

Contramestra Jô e Mestre Nô